FUMAR



QUEM O TEM COMO AMIGO NÃO PRECISA DE INIMIGOS

 

O AMIGO DA ONÇA
Péricles de Andrade Maranhão



O TABACO advoga um manancial de álibis bem-intencionados para não nos abandonar. É um ilusionista requintado, na arte de fazer “amizades” para a vida, de nos fazer acreditar nesse Grande, Grande Amor.

Vale-se de uma magia, que vem de longe - a nicotina, e do auxílio de um número crescente de aditivos laboratoriais de uma sofisticação aprimorada. Um sedutor nato ao qual se rendem até os mais prevenidos, numa obediência, por vezes, canina.


Ele anima-nos e acalma-nos, focaliza-nos e distraí-nos, e mais - oferece-nos uma razão legítima para interrompermos o nosso trabalho e respirarmos fundo, enquanto houver pulmões para tal. Mas acima de tudo, é ele, quem passa a ser o nosso companheiro tanto nas alegrias como nas tristezas, o amigo mais certo nas horas incertas.

Quanto mais nos refugiamos nele, mais ele nos retira dinheiro, saúde e autoestima. O parasita suga insaciavelmente a nossa vitalidade se não o travarmos.







DEIXAR DE FUMAR 2

ADDIO, ADIEU, AUFWIEDERSEHEN, GOODBYE!



O AMIGO DA ONÇA
Péricles de Andrade Maranhão



Se ele ainda não colocou o pé na sua vida, mantenha-o à distância. Ele adora desafios, particularmente dos compinchas, das paixões de outrora que o chutaram para fora. Um único descuido, um único cigarro, e quando dá por si – Mr. Amigo da Onça IS BACK IN BUSINESS, numa reconciliação fogosa de cortar o fôlego.


A HIPNOSE CLÍNICA não é remédio santo face aos encantos do artista em apreço, mas anda lá por perto. O fumar não provoca estados alterados de consciência, nem constitui um meio de fuga ao Aqui e Agora como é inequivocamente o caso das drogas ou do álcool. Esta diferença auspiciosa aumenta significativamente a probabilidade de sucesso e reduz consideravelmente a complexidade da abordagem hipnoterapêutica requerida. Fica assim excluído qualquer trabalho de processamento de cargas traumáticas. As linhas mestres para o desenho da terapia do fumador são as orientações gerais de superação de um hábito vazio.

A breve permanência da nicotina no organismo encurta o período de perceção das sensações de abstinência, uma fragilidade que favorece uma ofensiva cirúrgica e arrasadora - o Blitzkrieg. O ataque de flanco é feito em parceria. O Aspirante a Não-fumador está armado com uma arma fortíssima - o “BASTA! Não sei como, mas eu vou pôr um ponto final nisto”, o terapeuta trata do COMO. O hospedeiro brada o grito do Ipiranga e o terapeuta lança-se no fogo à peça sobre o Filisteu, NUMA SESSÃO ÚNICA.

A intervenção é personalizada através dos outputs de um levantamento prévio do historial do fumador. As dúvidas, as resistências, as crenças, os hábitos, os receios, as sensações físicas, os desejos, os objetivos, os recursos, os ganhos e todas as outras forças identificadas são integradas em ambas as fases da intervenção. Na primeira parte o fumador é instruído e desenvolve formas práticas de ultrapassar a vontade e os seus hábitos de fumar. É um trabalho cognitivo que visa fortalecer a confiança e muscular o argumentário da razão, de forma a alcançar-se um comprometimento incondicional da mente consciente.
  

É com a vontade e a segurança fortalecidas em torno da causa, que avança a hipnose clínica na segunda parte. Numa avalanche de sugestões ela catalisa a união das poderosíssimas forças do inconsciente com a vontade da consciência que levou o fumador a buscar ajuda. É a união mágica entre o querer e o acreditar, o imaginar.


“Todas as vezes que há um conflito entre a imaginação e a força de vontade, a imaginação sempre sai vitoriosa.”
Émile Coué (1857-1926)


É em nós que reside a magia que buscamos. O meu papel é acompanhá-lo ao encontro dessa fonte.

A terapia do deixar de fumar é para a maioria o primeiro contacto com a hipnose moderna. Os preconceitos, fruto de um folclore hollywoodiano e dos espetaculosos de hipnose de palco, insensíveis às consequências para aqueles que se expõem na praça pública, originam ideias e receios distantes da essência libertadora desta ciência, reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde)

Para retirar o máximo de benefícios desta abordagem não necessita de mergulhar em estados de transe profundo. Um nível light pode proporcionar os resultados mais surpreendentes. Como em tantas outras coisas também aqui o adágio 'Less is More' nos remete para o essencial – a confiança em nós e a persistência na concretização dos nossos sonhas.

Em situações excecionais torna-se necessário o recurso a uma sessão de reforço, com técnicas complementares. Muitas vezes basta uma conversa telefónica com o terapeuta para o recém-não-fumador seguir estoicamente em frente.

Pelas características próprias do hábito de fumar, aqui referidas, esta terapia regista um nível de sucesso elevado.







DEIXAR DE FUMAR 3
 
DEPOIS DA TEMPESTADE VEM A BONANÇA


Deixar de fumar é também redescobrir os sentidos, recuperar os sabores, o olfacto, voltar a sentir o perfume delicado da terra molhada, da maresia, e tantos outros. A respiração torna-se mais leve, sobretudo durante o sono. O alívio da ausência de sentimentos de culpa associados ao fumar. A autoestima em alta perante a evidência de forças, que se julgava não ter como suas. Poder afirmar perante si próprio: “Eu sou capaz. Eu fui capaz de voltar a ser o que era - um Não-Fumador. Agora eu sei, eu sinto que sou capaz de muito mais…”


Uma das preocupações mais frequentes em relação ao período pós-terapia é a ameaça de aumento de peso. A primeira parte da sessão serve para precisamente trabalharmos todas as questões relevantes para si, de forma a saber lidar autonomamente com todos os desafios. As sugestões específicas, na segunda parte, para não substituir o tabaco por comida completam os cuidados em relação a este aspeto tão pertinente. 



O valor médio mensal gasto em tabaco, por quem me procura, é de 120 euros - uma despesa anual de aproximadamente 1500 euros. Há casos em que o valor anual excede os 3000 euros. Este valor duplica, triplica quando são dois fumadores ou uma família em que vários membros fumam.






Posso reportar-me a vários casos de sucesso em que dois fumadores decidem realizar a terapia no mesmo dia para se apoiarem mutuamente.




Experimente calcular o SEU PRÉMIO pecuniário e passe em revista todos os benefícios que não têm preço.

Imagine, neste momento, tudo aquilo que poderá realizar com esse dinheiro extra, com essa liberdade…e se o fez -


JÁ DEU O PRIMEIRO PASSO PARA SE LIBERTAR do Amigo da Onça.




Aeroporto de Tóquio - Smoking Box
Tal como existe no aeroporto de Lisboa e pelo mundo fora. 



              IT'S UP TO YOU TO LEAVE THE BOX! 

                                                                                       JB




CLICK NA IMAGEM PARA LER O ARTIGO

REVISTA MARIA - NOVEMBRO 2015
17 de Novembro Dia Mundial do NÃO FUMADOR

Já são quantos anos a fumar?
Quantos anos mais quer continuar a fumar???




CLIQUE NA IMAGEM




CLIQUE NA IMAGEM

Ellen Degeneres Show
Veja a sessão em que Ellen passa a ser uma
Não-fumadora
 




CLIQUE NA IMAGEM

Matt Damon deixa de fumar,após 16 anos, 
com ajuda da Hipnose.



CLIQUE NA IMAGEM



CLIQUE NA IMAGEM

"Fumadores que participaram numa única sessão de hipnoterapia apresentam melhores resultados como não fumadores durante 6 meses,  comparados com os que usaram substitutos de nicotina"


(Dr. Hasan e colegas do North Shore Medical Center e Massachusetts General Hospital)

Estudo apresentado na CHEST 2007 - 73rd annual international scientific assembly of the American College of Chest Physicians ACCP)

 CLIQUE NA IMAGEM

Veja como o tabaco atua sobre o 
corpo masculino
 


CLIQUE NA IMAGEM
Veja como o tabaco atua sobre o 
corpo feminino



CLIQUE NA IMAGEM
ARTRITE REUMATÓIDE – Pesquisa revela aumento do risco da doença em MULHERES, mesmo para quem fuma pouco.