quinta-feira, 16 de julho de 2015

TRANSE HIPNÓTICO

UM CONVITE PARA SONHAR - INDUÇÃO HIPNÓTICA






















"…pode ser que em breve sinta que a sua mente começa a flutuar
ideias, imagens… e não tem importância para onde ela flutua...é completamente livre…
quero que saiba … que uma das melhores coisas da hipnose … é que neste estado de transe … pode fazer o que quiser … é livre, as suas ideias são livres … como num sonho bom … pode ir onde quiser … flutuando … a qualquer sítio ... a qualquer situação que queira … e pode progressivamente experimentar … qualquer sensação agradável que queira … todas elas lhe pertencem …”


Mainau, Alemanha


Acompanhe a indução hipnótica que se segue e fique atento às possíveis mudanças físicas, próprias de quem se permite entrar num estado leve ou médio de transe:

  • Ritmo da respiração mais lento;
  • Relaxamento muscular;
  • Feições da cara relaxadas;
  • Fechar os olhos;
  • Imobilidade;
  • Maxilares soltos – boca entreaberta;
  • Reflexo de engolir; Num estado mais avançado – secura na boca;
  • Modificação na cor da pele;
  • Sensação de peso, sobretudo nos braços e nas pernas;
  • Movimento rápido dos olhos (REM) – pestanejar dos olhos fechados;
  • As pupilas sobem;
  • Mudanças na temperatura do corpo;
  • Sensação de formigueiro nas extremidades;
  • Cabeça a descair sobre o peito;
  • Rigidez dos membros ou catalepsia total do corpo;
  • Pode experimentar-se uma perda de sensibilidade parcial (anestesia parcial);
  • Pode tornar-se menos consciente de certas partes do corpo;
  • Pode tornar-se menos consciente de todo o corpo;
 

Técnica indireta, permissiva, ericksoniana (Milton Erickson, 1901-1980, 
psiquiatra americano é considerado o maior Hipnoterapeuta do século XX), para a indução da hipnose, baseada em experiências de transe prévias.Contrariamente à hipnose clássica, autoritária, suportada por sugestões diretas, que são repetidas, a abordagem aqui apresentada, está repleta de sugestões que permitem ao inconsciente do sujeito usá-las à sua maneira.